BLOGGER TEMPLATES - TWITTER BACKGROUNDS »

domingo, 7 de junho de 2009

Elogio da Verdade



A verdade
incomoda
clarifica
isola
Vivo em verdade
mas cercado da mentira
coagido
solitário
Mas vivo em luta
porque conheco o céu de ilusão sem nuvens
as manifestacões vis e incólumes do bem
as lágrimas
rotas
e tristes
dos amores que deixei.
Vivo
Incessantemente vivo
E me afundo em simplificacões
Escolho a poesia
enquanto o outro escolhe a negacão.
Escolho pois, a vida
Contra as facas indignas da obliquidade
escolho a liberdade de dizer o que penso
enquanto os outros preferem repeteir
repetir
repetir
Não bajulo ninguém
Nem abaixo a cabeça.
Amo os outros mais do que a mim mesmo
Mas nesse amor não há troca
não há dúvidas
é um amor unidirecional.
Sofro
às vezes sofro
Mas todo sofrimento vertido no nome da verdade
contamina de verdade a face escura do mundo
Sofro
Pois meus sofrimento é luz na escuridão
que guia os passos contra o vazio.
Sofro
Sofro de amores platônicos, sofro.
Mas sofro infame e sedento
Sofro de paixao absurda
Escancarada
vil e intermitente.
Sofro de verdade
Pela verdade.

[retirado de poetamatematico]

2 comentários:

Evilation disse...

Quanto sofrimento...
Esse poema é tão Elem Tamirys.
u.u'

Loh!;D~ disse...

ahhh meu amor ....
tah lindo .. lindo mesmo
+ vamo postar uma coisa + p cima ..
bora beber \o/ auhauhauahuahauh
vou estar sempre aki !!!

TE AMOOOOOOOOOOOOOOOOOO!!!!